quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Bate-Pronto

Último teste

Jonatas; Fred, Umberto e Tiago Silva; Moisés, Jardel, Gustavo, Christian e Alex Teles; Madureira e Zulu.
Esse é o provável time que irá começar logo mais nosso derradeiro compromisso da Pré-Temporada 2010/2011, contra o Nacional/AM no Jaconi. O esquema, 3-5-2, já está na cabeça do Prof. Beto Almeida há algum tempo e deve ser o nosso esquema-base para o Gauchão Coca-Cola (nome esquisito!), apesar dos testes com variação para o 4-4-2 no decorrer dos últimos amistosos.
Confesso que preferia testar esse esquema com o que todos estão chamando de "zaga titular", com o Bruno Salvador e o Rafael, além do Edson Borges, que está voltando de lesão. Mas, se é isso que temos para o momento... Outra coisa: nosso meio-campo conta com 3 oriundos das Categorias de Base, sendo 2 os alas. Em épocas como essa, às vésperas da Copa São Paulo Sub-18, serve tanto como sinal de que, até que enfim, podemos usar esses garotos no time principal, quanto como motivação àqueles que estarão nos representando na mais tradicional competição de base do Brasil.
Quem puder, compareça e prestigie nosso time. Lembrando: o jogo começa às 17 horas e o ingresso é 5 apostas de Timemania com o JU como time do coração. Sócio tem entrada livre.


Timemania

Estamos a menos de 20 mil apostas do 20° colocado no ranking acumulado de 2010 dos times mais apostados nessa loteria. Vamos conseguir terminar entre os 20. Mas precisamos daquela forcinha da papada. Fiz um levantamento preliminar para ilustrar a participação do Consulado nessa caminhada. Apenas nesse último trimestre do ano nós, Papos da Capital, fizemos mais de 1200 apostas! Portanto, quem puder, passa na lotérica e faz mais umas apostas, ok?


Copa São Paulo Sub-18

Dia 05/01 é a estreia da nossa gurizada na Copinha contra o Paulista de Jundiaí. Sorte aos nossos jovens guerreiros e que consigam, como o time do ano passado, bem representar nosso glorioso clube.


Abraço a todos e que 2011 seja o ano da nossa redenção.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Mensagem aos que fazem a história deste Clube

Salve Papada

Esse belo texto nos foi enviado no Natal. Reproduzo aqui pela importância das palavras e sensibilidade do autor:

"Sei que pouco me manifesto neste grupo de discussões, mas queria atestar a importância do trabalho de todos pelo nosso Clube. Parabéns pela dedicação. O amor incondicional ao E. C. Juventude me trouxe a este agradecimento. Admiro a contribuição despendida por vocês nestes anos de dor. A História há de nos recompensar com alegria. A satisfação, quando vier, seja como for, será maior aos que se mantêm firmes, com o trapo em riste a cada nova batalha. Mais uma vez, parabéns. Parabéns ao nosso cônsul Bassa. Que seja vitoriosa tua passagem. Parabéns ao Viccari pela atenção de sempre e ao Rudi pela precisão. Podem achar que não, mas estou atento aos comentários. Tanto aqui como na lista de discussões. Parabéns também a todos os outros que fazem parte deste projeto executado, que só enobrece nosso querido time.

É uma satisfação enorme a qualquer torcedor poder contar com um grupo como esse. Pessoas que demonstram sua força, e assim engrandecem o Clube e sua gloriosa tradição, para que saibam que nunca deixaremos de ser a maior torcida do interior e que nunca, mas nunca, sucumbiremos a outra paixão. Cega, sim, não podemos negar, como todas as demais. Mas como as que valem, nunca há de morrer.

Estaremos juntos no Jaconi logo mais. Gritando como sempre, apoiando, sofrendo e sorrindo. São desses elementos que se constrói o que queremos: a volta. Triunfal, quem sabe; tímida, é provável.

A camisa verde e branca que veste a alma vale mais que o sarcasmo e a desconfiança a que estamos submetidos. Disso poucos sabem. Alguns olham com dúvida e até perguntam: "Tá, mas pra que time tu torce AQUI? Grêmio ou Inter?" É com orgulho que encho a boca e digo: "O cacete Grêmio e Inter, sou JUVENTUDE! Sempre e somente!"

Feliz natal a todos do consulado! E um ano novo repleto de glórias e esperança. Que o E. C. Juventude (mania de colocá-lo acima de tudo) possa iniciar seu caminho de volta ao lugar que a Ele cabe.

E dá-lhe PAPO!

Abraços,

Mateus Frizzo"

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Juventude 2x1 Veranópolis

Pessoal,

Resolvi adiantar a vinda a Caxias do Sul (em decorrência das festas de final de ano) em algumas horas, a fim de acompanhar mais um amistoso de nosso verdão em preparação à crucial temporada de 2011.
Vou ficar um pouco em cima do muro em relação ao que vi hoje à tarde. Não gostei muito do nosso time, mas confesso que se for assim em todos os jogos (vitória), eu não quero mais nada.
No primeiro tempo, fora duas furadas do Jônatas, o VEC nunca ameaçou. O Juventude chutou várias bolas no gol (poucas com perigo), dominou o meio de campo (Gustavo jogou MUITA bola, de novo. Roubou inúmeras bolas, ganhou divididas, deu velocidade ao meio de campo, fez lançamentos, bateu em gol. Enfim, na minha opinião foi o melhor em campo), apesar do Tiago Renz ter se escondido todo o jogo.
A zaga não esteve mal, exceto pelo gol tomado no segundo tempo. O cara que fez o gol me pareceu o Raulen (nosso antigo Raulen). E, se não me engano, foi o Victor quem tomou um corte infantil antes do gol de cobertura.
Então o Beto resolveu mexer. Meteu dois centroavantes (Espiga e Telê) e tirou o Denílson, que é habilidoso, mas só fez firula, sem objetividade alguma. O Juventude encaixotou o VEC, e empatou numa cabeçada do Jean Coral. Alguns minutos depois, em lance idêntico, o zagueiro tirou em cima da linha (tenho minhas dúvidas).
Eis que o melhor ficou para o final. Anderson Pico, ainda muito acima do peso, mas visivelmente um bom jogador, ótimo em todos os fundamentos, fez fila na zaga e emendou na gaveta do goleiro do VEC, marcando um golaço. Se o Pico perder mais uns quilos, aliás, é um baita reforço para 2011.
O time tocou demais a bola, principalmente na zaga e no primeiro tempo, sem agredir o VEC. Não temos um volantão. Gustavo e Tiago Renz juntos não vai dar certo, escrevam. Também acho que o Edson Borges vai ser titular, mas como tirar o Bruno Salvador, depois de tantas atuações seguras? Nem comento o Rafael, para mim nosso melhor zagueiro. Tá dando pinta de que o Umberto vai pro banco, e os volantes vão ser Jardel e Gustavo.
Aliás, eu meteria logo um 4-4-2. Pelo que vi, o time teria que ser Jonatas; Celsinho, Rafael, Edson Borges, Pico; Jardel, Gustavo, Cristiano e Cristian; Madureira (mais uma chance pra ele, vá lá) e Zulu (ou Espiga).
Mas o Beto tá dando toda a pinta de que vai meter um 3-5-2. E temos boas peças para ambos os esquemas, como o Alex Teles que foi bem nos amistosos, o Tiago Silva, o Umberto, e por aí vai.

Ah, e como é bom ir ao estádio e tomar cerveja o jogo inteiro. PQP!

Meu time não tem dono! E dá-lhe Papo!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Mensagem de posse

Amigos Juventudistas
É com muito orgulho e conhecimento das dificuldades que nos esperam que eu recebi o resultado da eleição.
Gostaria de agradecer às pessoas que compareceram ao pleito, demonstrando a força da nossa torcida que, apesar do momento terrível que o nosso clube se encontra, faz questão de aparecer e prestigiar o Consulado Juventudista em Porto Alegre; ao meu concorrente e futuro colega de direção Rudimar Schreiber, que mesmo não fazendo parte da diretoria do mandato de 2010 foi talvez o integrante mais ativo neste terrível ano; e à comissão eleitoral, formada por Guilherme Molin e Leonardo Viccari.
As pessoas que compareceram mostraram o que é democracia, com a apuração tão emocionante quanto uma partida de futebol. Aqui não existe isto de aclamação, de uma pessoa ficar ano após ano apenas recebendo uma massagem no ego para ficar no cargo. A nossa democracia reflete a do Esporte Clube Juventude.
Estou no Consulado desde os seus primeiros passos, e investi imensa parte do meu tempo pessoal em serviço a ele e, em última instância, ao Esporte Clube Juventude. Tem sido uma trilha muito difícil, mas é sabido que o que é lutado é mais gratificante. Tenho certeza que os meus colegas juventudistas aqui em Porto Alegre, assim como toda a maior torcida do interior, sentem isso também e vão continuar ajudando neste ano tão difícil.
O ano de 2011, ano em que exercerei com muita fé o meu mandato, é o ano mais difícil da história do Juventude. Poderia ficar aqui me lamentando, mas não é para isso que existe o Consulado. É para exatamente o oposto.
O que mais me orgulha de ser Juventudista é que, apesar da queda livre dos últimos anos, eu nunca vi a torcida tão mobilizada, ultrapassando 10mil sócios em dia. Isto fica claro aqui em Porto Alegre, onde o número de membros não para de aumentar, e todo dia conversando com os nossos colegas o assunto é sempre o mesmo: que vontade de ir ao campo, de torcer, de vibrar, de ganhar.
No próximo Gauchão, que se inicia dia 16 de janeiro na nossa casa (que saudade de ir ao Jaconi), teremos a dádiva, para nós da Grande Porto Alegre, de ter vários jogos aqui perto, inclusive na capital. Nós iremos a todos, e receberemos com muito carinho a torcida que desce da serra para apoiar tão amado clube. Está na hora de o clube entrar com força no estadual, está na hora do BI, de mostrar quem manda no interior.
Eu e o meu vice atuaremos juntos, liderando a Papada de Porto Alegre em mais um ano que tenho certeza que vai ser de alegrias. Em breve divulgaremos o nome da diretoria, que são outros fanáticos a serviço do clube.

Dá-lhe Papo
Att
Fernando Bassanesi
Cônsul
Consulado Juventudista em Porto Alegre

sábado, 18 de dezembro de 2010

Cônsul eleito!

Pessoal,

É com imenso prazer que anuncio que o vencedor da eleição de ontem foi o nosso amigo Fernando Valle Bassanesi. Portanto, Bassa assumirá o papel de cônsul do E.C. Juventude em Porto Alegre a partir de 01/01/2011, tendo Rudimar José Schreiber Jr. como vice-cônsul.

Bassa se elegeu com cerca de 55% dos votos, contra 45% de Rudi, demonstrando a força da democracia e que o embate foi parelho até o fim.

Parabéns aos nossos novos comandantes, e tenham certeza de que podem contar comigo e com todos os demais integrantes para este ano de muitos desafios que está chegando.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Eleições para a Temporada 2011!

Pessoal,

Já em clima de eleições, publico um questionário enviado aos dois candidatos, bem como divulgo o calendário e local da votação:

Onde? No Boteco Natalício. Rua Coronel Genuíno, 217 (esquina com José do Patrocínio). A comissão se fará presente.
Quando? Quinta-feira (16/12) e Sexta-feira (17/12)
Que horas? Das 19h às 21h

Faça-se presente!

Segue o questionário:

Identificação: Fernando Bassanesi, 24 anos, administrador, solteiro, caxiense, 20 anos de Porto Alegre.

1) Como e quando ingressou no Consulado do Juventude em Porto Alegre?
Em dezembro de 2008, no Campeonato Brasileiro sub-20. Comecei a acompanhar o blog, e há tempos imaginava por que não havia um consulado em Porto Alegre. Mandei um email para os herois fundadores que logo me recepcionaram, e entrei para esta família que é o Consulado Juventudista em Porto Alegre.

2) De que maneiras pensas que o Consulado pode contribuir para o E.C. Juventude?
Servindo de modelo para o surgimento de outros consulados pelo mundo afora; divulgando o clube na capital de 90% dos gaúchos; protegendo e servindo aos interesses do clube em Porto Alegre; apoiando o clube em todos os momentos.

3) O que te fez concorrer a Cônsul?
Acredito que o consulado pode e deve fazer muito mais. Alguns projetos nossos, como o Timemania do meu concorrente são exemplares, mas o nosso alcance dentro de Porto Alegre é muito limitado: há muitos juventudistas aqui que nem sabem da nossa existência, ou sabem e não têm interesse em juntar-se a nós. Eu acredito que é necessário um trabalho forte de divulgação do Consulado, para depois podemos nos focar em divulgar o Juventude.

4) Em que tu acreditas poder contribuir para o Consulado?
Há muito tempo venho contribuindo. Seja como Diretor Financeiro ou Diretor de Logística, sempre tentei dedicar o máximo de tempo e vontade possível. Entre os meus feitos, estão a Kombassa, o Twitter com mais seguidores que o Caxias de Caxias do Sul, a panfletagem em jogos na Grande Porto Alegre, e fui integrante da comissão que fez o almoço em homenagem ao Lauro, que foi um grande sucesso.

5) Em relação ao time, o que tu esperas para 2011?
Acho que estamos no caminho certo. O time terminou a série C jogando razoavelmente bem, e confio no trabalho do professor Beto Almeida. Gostaria, no entanto, que dessem mais oportunidades para os meninos da base, que tanto nos enchem de orgulho.


Identificação: Rudimar José Schreiber Júnior, 29 anos, economiário, casado, natural de Gravataí, e vivo em Porto Alegre há 11 anos e meio.

1) Como e quando ingressou no Consulado do Juventude em Porto Alegre?
Mesmo tendo acompanhado através do blog do globoesporte.com a caravana para o jogo do Ju contra o Corinthians em 2008, fui fazer contato com a turma apenas na virada do ano. Minha primeira participação efetiva foi na Caravana para acompanhar a estreia do Ju no Gauchão 2009 contra a Sapucaiense no Jaconi, na companhia do meu adversário, do atual cônsul Guilherme Molin, e do futuro embaixador do Ju em Grenoble, Cassio Cons.

2) De que maneiras pensas que o Consulado pode contribuir para o E.C. Juventude?
Em primeiro lugar, creio que o consulado tem contribuido para a divulgação do nome do clube, com várias atividades. Fomos pioneiro em manter um grupo de juventudistas organizados fora de Caxias.
Acredito que agora é o momento de usarmos nosso exemplo para apoiar a criação de outros núcleos de papos Rio Grande afora. Sem contar com a organização de recepções a papada nos jogos do clube em POA e região.

3) O que te fez concorrer a Cônsul?
Já no ano passado pensei em concorrer, mas preferi manter-me no projeto Timemania. Ter a oportunidade de representar essa turma, independente do resultado das eleições, é motivo de muito orgulho pra mim. Mas a decisão mesmo partiu do apoio de muitos membros do consulado que, mesmo sem estar na direção, sempre estão disponíveis para ajudar e aumentar a importância dos Papos da Capital.

4) Em que tu acreditas poder contribuir para o Consulado?
Creio que posso, em conjunto com o Fernando, transformar o consulado em referência para todo Juventudista que venha morar ou esteja já residindo em POA. Fortalecer as caravanas, sem esquecer daqueles que, por motivos profissionais e/ou pessoais, não podem ir a campo e que precisam de um local para assistir aos Jogos aqui na Capital. E uma das primeiras decisões que tomarei, em conjunto com os demais membros, é definir a nova casa da papada na cidade, caso se mantenha a restrição de abertura do nosso parceiro Funilaria, que decidiu abrir apenas as terças, sextas e sábados a noite.

5) Em relação ao time, o que tu esperas para 2011?
2011 será o ano da nossa retomada, tenho convicção. Desde 1998 não entramos no Gauchão as ganhas e com um time base montado e treinado. Além do mais, a duplinha do mal começará a competição descaracterizada. Os resultados atípicos da pré-temporada até agora serviram mais como um alerta, e a direção, em conjunto com o Beto Almeida, nos darão muitas alegrias em campo.
Voltaremos, na mesma velocidade com que caímos. Escrevam e me cobrem.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Eleições 2010 - Candidatos

É com imenso prazer que anunciamos que duas pessoas muito ativas no Consulado se candidataram ao cargo de Cônsul do E.C. Juventude em Porto Alegre para o ano de 2011: Fernando Valle Bassanesi e Rudimar José Schreiber Jr. Parabéns pela iniciativa e atitude, mesmo depois de um ano tão difícil para nosso amado alviverde dentro de campo.

Devido a alguns problemas, adiamos em um dia a divulgação do local e horário das eleições. Porém, as datas de 11 e 12 de dezembro estão mantidas.

Comissão Organizadora
Guilherme Molin e Leonardo Viccari

sábado, 4 de dezembro de 2010

Processo eleitoral

Salve, papada
Não poderia começar de maneira mais brilhante o processo sucessório dentro do Consulado Juventudista de Porto Alegre. Na noite de ontem, nosso Cônsul Guilherme Molin concedeu entrevista no programa Todos os Esportes, da Rádio Caxias. Exemplo de dedicação e abnegação, essa diretoria atual, encabeçada pelo Guilherme e por Leonardo Viccari, nosso vice-cônsul, chega ao final de seu mandato, todo ele no pior ano da história de nosso alviverde, com o mesmo espírito de união e confraternização que marcaram os Papos da Capital desde antes de sua fundação oficial. Pena que por questões regimentares não possam seguir pelo menos mais um ano a frente desse projeto.

Cônsul e Vice no almoço de aniversário

Motivo de afastamento de uns, descrença de outros, o inferno esmeraldino de 2010 serviu para unir ainda mais toda a Papada da Capital. Nesses dois anos, completados no domingo passado, tivemos um crescente processo de evolução, que fizeram desse ano o de afirmação da nossa turma como canal de divulgação do clube mundo afora.
Diversas atividades marcaram o ano. Ressalto a presença de membros do Consulado em TODOS os jogos do clube no Brasileiro Série C; a recepção e divulgação do projeto à papada no primeiro jogo oficial do ano, lá no Passo d'Areia; as caravanas em Kombis fretadas e lotadas rumo ao Jaconi; a entrega da camisa do papo ao Dr. Nicolelis; e o almoço de homenagem ao nosso ídolo Laurinho, com a sua presença e de seu familiares, evento esse que ficará marcado na memória de todos os presentes para o resto de suas vidas, com certeza.
Mas o ano ainda não acabou, e atividades estão previstas para esse mês. Como já ressaltei, dezembro é de eleição de diretoria do Consulado, e esperamos, como sempre, participação maçica de nossos integrantes. As inscrições para o pleito estão abertas até 05/12 e podem se candidatar membros dos Papos da Capital sócios do E.C.Juventude há pelo menos 180 dias, maiores de 18 anos e com as mensalidades em dia. Já para votar, todos os membros inscritos estão convocados. Locais e horários de votação serão divulgados nos próximos dias.
Faça sua parte. Ajude a escolher os nossos representantes para 2011. Nosso clube irá precisar e muito de nosso apoio. O Juventude só é grande quando a papada pega junto.
E tenho dito.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Secação? Torcida? Tá valendo!

Salve, papada!
Em tempos de futebol zero pras bandas do Jaconi, preparei-me para acompanhar na noite de ontem ao primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. Cervejinha gelada, umas azeitoninhas e um sofá, de frente pra TV. Tudo isso pra ver aquele jogo murrinha, mas importante para as nossas pretensões. Como bem ressaltou o jornalista Márcio Serafini em sua coluna no Pioneiro de 30/10, o título do Goiás abre caminho para nossa vaga na Copa do Brasil pelo Ranking da CBF.
Toda imprensa daqui da capital abriu sua torcida para que o Independiente possa reverter a vantagem goiana no jogo de volta e, combinado com vitória dos gremistas contra o Botafogo no domingo, o RS possa ter dois gaúchos na Libertadores do ano que vem.
E eu abro minha torcida aqui, também: dá-lhe Goiás! É importantíssimo para o sucesso de nosso modelo de reestruturação que possamos estar em 2 competições no 1º semestre de 2011. Não que a nossa ausência nessa competição nacional (da qual somos campeões) inviabilize o projeto. Mas facilita. Com ela, temos mais possibilidade de exposição na mídia, de entrada de recursos e mais patrocinadores. Quem sabe, até uma beiradinha a mais em verba de TV e renda. Além disso, quero mais que o Grêmio se dê mal, por ele e pelo Zequinha do Noveletto, que não merecem nenhum arrego pelo que aprontaram nos últimos tempos pra cima de nós.

Juntos na torcida!!! (site do JU)

Portanto, a nossa vaga, caso venha, é merecida. Menos pelo que fizemos em campo nos últimos meses e mais por tudo que já conquistamos em campo ao longo de nossa história. E por nós torcedores, que mesmo com esse 2010 do capeta, está salivando por ter novamente um jogo na Jaconera para assistir.
E tenho dito.
Abraço.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Day After

Salve papada.
Após mais um evento de sucesso do consulado, não poderia deixar de escrever algo. Para aqueles que foram ao Funilaria prestigiar, é redundante descrever o quão divertido foi mais essa festa. A começar pelo astral dos presentes. Todos dispostos a se divertir e interagir, nas mais diversas atividades.
Essas não faltaram: partidas de escova, churrascada, sorteio da camisa do Fred adquirida em leilão Timemania promovido pelo JU, além de um bom papo sobre futebol. Porém, nada superou - na opinião deste nobre servo - o bingo com a Timemania, abrilhantado pelo "cantador" profissional Bassa. Com certeza suas tiradas, muitas tradicionais, outras inéditas, não sairão tão cedo das cabeças dos participantes.

Galera ligada no bingo

Gostaria de agradecer ao Nico do Funilaria, pela cedência do espaço, com mais uma demosntração de parceria. Também gratifico a loja Papo Store, pelo envio de brinde para o bingo, e o Mauro Trojan, que esteve presente em nossa confraternização, representando oficialmente o E.C.Juventude e nos brindando com alguns materiais para premiação no bingo.
Muito ainda falaremos sobre o almoço de ontem. Com certeza será assunto recorrente nos próximos posts. No mais, é começar a contagem regressiva para o 3º aniversário.

Papos da Capital: 2 anos

E tenho dito.
Abraço

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Fim de semana de festa

Salve papada,

Próximo final de semana será de dupla comemoração para a papada da capital. Primeiro, por poder acompanhar o Ju em campo na cidade em mais um amistoso de preparação, diante do Porto Alegre, lá na Zona Sul. Como sempre, estaremos presentes.
E, em segundo, no domingo temos nosso almoço de aniversário. Segue novamente o serviço, pro pessoal continuar ligado:


O quê? - Aniversário de 2 anos dos Papos da Capital
Quando? - Dia 28 de novembro, as 12 horas
Onde? - Bar Funilaria, localizado na Rua José do Patrocínio, 770, B. Cidade Baixa, Porto Alegre
Quanto? - Ingresso a R$12,00 (vulgo doze pila), com direito a uma aposta da Timemania com o Ju como time do coração.
Neste valor, está incluido almoço (bebidas a parte)
O que mais vai ter? - Foram programadas diversas atividades, dentre elas sorteio de brindes e um torneio de escova.
Como garanto meu lugar? - Confirmações de presença devem ser feitas pelo e-mail paposdacapital@gmail.com e o pagamento deve ser feito até sexta-feira, dia 26/11.
Haverá venda de ingressos no local? - Sim, porém limitada a capacidade do Bar. Portanto, garanta sua presença antecipadamente.

Agenda agitada, portanto.
Abraço

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

CONVITE

Prezados Amigos Juventudistas,

É com imenso prazer que o Consulado Juventudista de Porto Alegre (ou simplesmente Papos da Capital) convida toda nação esmeraldina e, em especial, a Papada de Porto Alegre e Região, a participar do evento comemorativo de seu aniversário de fundação.
O primeiro Consulado Oficial do E.C.Juventude completa 2 anos de atividades, apoiando e levando o nome do nosso amado clube Rio Grande e Brasil afora, com uma grande confraternização.

Galera no primeiro aniver...


O quê? - Aniversário de 2 anos dos Papos da Capital
Quando? - Dia 28 de novembro, as 12 horas
Onde? - Bar Funilaria, localizado na Rua José do Patrocínio, 770, B. Cidade Baixa, Porto Alegre
Quanto? - Ingresso a R$12,00 (vulgo doze pila), com direito a uma aposta da Timemania com o Ju como time do coração.
Neste valor, está incluido almoço (bebidas a parte)
O que mais vai ter? - Foram programadas diversas atividades, dentre elas sorteio de brindes e um torneio de escova.
Como garanto meu lugar? - Confirmações de presença devem ser feitas pelo e-mail paposdacapital@gmail.com e o pagamento deve ser feito até sexta-feira, dia 26/11.
Haverá venda de ingressos no local? - Sim, porém limitada a capacidade do Bar. Portanto, garanta sua presença antecipadamente.

Almoço em homenagem ao Lauro (POA - 2010)


Esperamos a todos para mais essa grande festa.

Diretoria - Papos da Capital

sábado, 13 de novembro de 2010

Planejando

Salve papada!
No instante em que acompanho o início do jogo-treino contra o Serrano em Canela, fico pensando como será nosso 2011. Certo que teremos Gauchão e Série D. Mas e Copa do Brasil?
Das 64 vagas, a CBF separa 10 para os melhores no seu ranking que não tenham se classificado em campo nas vagas dos estaduais, nem tenham se classificado para a Libertadores.



Nesse ranking, somos o 26º. Mesmos desatualizado, nos garante a mesma posiçao. O que me faz projetar que disputaremos a Copa do Brasil, sim. Portanto, teremos um primeiro semestre cheio. Agora, e o segundo?
Penso que, com essa nossa realidade atual, temos que disputar a competição de segundo semestre que a FGF propor. Não podemos "nos dar ao luxo" de jogar 6 ou 7 meses apenas. O Juventude é um clube de futebol e deve colocar seu esquadrão em campo o máximo de tempo possível. Chega de ficar tanto tempo ser ir ao Jaconi pra assistir ao Verdão Caxiense!
Tenho dito!
Abraço.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Montagem inicial

Salve papada.
Com a confirmação das renovações dos "charruas" Christian e Ismael anunciada hoje no site do clube, podemos dizer que o Juventude está com a base montada para o Gauchão 2011. O time que deve ser o referência para inicio dos trabalhos, apontado no Blog ca-JU na Rede e no qual concordo, conta com Jonatas; Celsinho, Rafael, Bruno e Pico; Jardel, Umberto, Cristiano e Christian; Jean e Ismael.
Até aí, novidade alguma. O problema começa no que chamamos de peças de reposição. Na zaga, ainda temos o Edson Borges e o Fred, que dão conta do recado, além do Bressan, que deve subir de vez agora e evoluir como profissional. No mais, a coisa tá braba.
Não temos laterais reservas, nem volantes. Apenas o Garroni, que ao meu ver não foi bem na C e tá mais pra segundo homem. Do meio pra frente temos gente de sobra. Pra emprestar e vender. Gustavo, Marcos Paraná, Julio Madureira e Fausto são os nosso "craques emprestáveis". Este último tem que fechar pra ontem com o Linense, se valorizar e voltar motivado pro segundo semestre.
Comentei em um outro blog e repito aqui: 2 laterais, um meia e um atacante são contratações pra ontem! Talvez mais um volante. O resto completa com a base. Pega os que não for aproveitar e coloca em outras equipes do interior pra pegar cancha.
Tenho dito.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Profissionalismo, sim! 'Entregacionismo', NÃO

Salve papada.
Tenho lido nos últimos dias algumas reportagens, post's e comentários em blog, tratando da neessidade em se implantar no futebol do Juventude uma gestão profissional. Confesso que tenho muitas dúvidas quando o assunto vai por esse caminho, e não tenho uma opinião totalmente a favor das ideias apresentadas.
Falar em profissionalismo no futebol chega a parecer clichê. Mas, na verdade, o que é o tal profissionalismo mesmo? Se é manter um dirigente remunerado tempo integral dentro do clube, isso nós já tivemos há bem pouco tempo. O Louruz e o Fernando Rech faziam esse papel. Deu certo? A história fala por si...
Seria então 'privatizar' o clube, terceirizando para um grupo e/ou empresa todo o poder de decisão? Bem pertinho de nós temos exemplos de que isso não é garantia de resultados em campo - ao menos que nossas pretensões sejam a de montar uma mega estrutura pra manter-se em séries menores como a C e D a vida toda.
Quando ouço alguns falarem em profissionalizar o futebol, talvez se refiram a clube-empresas, como o Prudente (ex-Barueri). É isso que queremos pro Ju?
Eu quero uma gestão comprometida com resultados, economicamente viável e preocupada com o futuro do clube. E acho que a consultoria da BSB deve apontar esse caminho. Pra isso, precisamos de pessoas que amem o Ju trabalhando com outras que conheçam a fundo o mercado da bola. Uma espécie de co-gestão, mesmo sem o aporte de uma multinacional. Com isso, podemos manter nossa identidade e buscarmos um futuro melhor dentro e fora das quatro linhas.
A papada precisa de um clube assim. E merece!
Tenho dito.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

2001-2010: A Década Perdida

Salve Papada!
Faz algum tempo que estou para escrever sobre isso. E confesso que o faço com tristeza e pesar. Principalmente por saber que a derrocada anunciada é, acima de tudo, o despencar de nosso clube no cenário nacional.
Porém, esse post não é apenas sobre a ascensão e queda do E.C.Juventude. É sobre o definhamento do futebol do RS.
Comecei a acompanhar futebol desde pequeno, lá nos anos 80, onde mal tínhamos um Campeonato Brasileiro de Série A minimamente organizado. Por ser ainda guri, pouco posso falar sobre os anos 80.
Já no finalzinho dessa década e início dos anos 90 começa a aparecer um crescimento do futebol do RS como um todo, com os times da capital na Série A e a Dupla ca-JU na B. Mas foi no intervalo 91-2000 onde o futebol do Interior mostrou a sua pujança. Foi nessa época que surgiu a expressão "Terceira Força", com o primeiro título gaúcho de um time do interior (vamos combinar, né? O Gauchão começa em 61, com a divisão especial!), e ainda por cima de maneira invicta! Várias decisões regionais sem um dos 'grandes da capital', alguns vice-campeonatos, títulos nacionais de série B e Copa do Brasil, foram outros feitos do futebol do nosso interior.
O ápice foi em 2000: um time participando da Copa Libertadores, outro ganhando o estadual. O RS, nesse ano, teve 3 times na Série A e 2 na B! Tudo bem, foi Copa João Havelange, mas não importa. Pelo contrário, confirma o respeito e respaldo que o futebol do RS tinha no cenário nacional. Pois foi daí que a coisa começou a degringolar.
Para ilustrar o que se seguiu, podia escolher outro fato qualquer. Porém, nenhuma cena explica melhor o começo do despencar do futebol gaúcho do que essa. Em 2001, num jogo decisivo para subir de série (e poder fazer o RS ter 4 times na elite do futebol nacional), o time grená protagoniza em SC o momento mais nefasto de sua história, manchando todo o resto do estado: o cai-cai diante do Avaí, lá na Ressacada. Mas a bola pune, e nesse ano um tal de Abimael tratou de fazer a justiça.
De lá pra cá, todo o futebol do interior definhou. Muito por culpa da federação gaúcha, que na mão do atual mandatário apenas focou o futebol de POA (são 5 times em 16 no gauchão série A), tranformando o estadual em um torneio elitista, acabando com as rivalidades regionais e com times tradicionais, como a dupla de Bagé, os 3 de Rio Grande, e outros. Quantos anos ficamos sem ca-JU? E sem bra-pel? Pois é... Mas a culpa também é dos clubes. Nosso JU chegou ao fim do poço em 2010, disposto a cavar ainda mais, caindo pra Série D. Outros 2 times do estado apodrecem há anos na C. Um, pra não fechar as portas, teve que passar a ter dono. Outro consegue ficar 8 anos na B do gauchão. Nenhuma outra força surge. As torcidas encolhem e somem, aumentando a massa baba-ovo de sofá dos times da capital.
Acham que eu não tenho razão? Vejam o futebol de SC no cenário nacional. Provavelmente terá 1 time na A e 2 na B. E MG? Poderá ter 3 na A e 2 na B. O RJ conta hoje com 4 na A e 1 na B. Até o CE, vai ter um na A e um na B... É gurizada, a coisa tá feia, mesmo.
Mas o que fazer para mudar esse quadro? Eu tenho meus palpites (e posto eles mais além), mas agora quero saber dos de vocês.
Abraço.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Eleições 2010/2011

Salve, papada!
Nesta segunda tivemos eleição de diretoria executiva no E.C.Juventude. Ou melhor, aclamação. E, como era de se esperar, o nosso presidente Milton Scola foi reeleito para mais um ano de mandato a frente do clube. Mantendo praticamente a mesma nominata que está a frente do clube atualmente, o mandatário continuará tocando o seu projeto que - palavras dele - está dando certo, com exceção do futebol.
Apesar de levantada pela imprensa de Caxias, não houve uma 'proibição' de inscrições de chapa. Walter Dal Zotto Jr. e Agostinho Silvestre realmente quiseram inscrever chapas, mas foram orientados a recuar. Tive oportunidade, na reunião de ontem no Conselho, de perguntar para o Agostinho: "Vem cá, tu cedeu ou te obrigaram?". E ele: "Vamos dar uma chance a eles nesse ano." Nada mais do que articulação política, e não impedimento.
Aliás, está mais do que na hora de fazermos uma reforma estatutária. Eleição todo ano, além de desgastante, é desnecessária. Mandato de 2 anos, e era isso. Um ano mal dá pra se inteirar dos problemas do clube e implantar uma filosofia de trabalho. Quando se vê, puf, acabou o mandato.
Para terminar, gostaria de expressar meu descontentamento preliminar com a maneira com que tem sido conduzida a parceria com a BSB. Preliminar, pois prefiro aguardar a manifestação do Brunoro em entrevista coletiva já marcada para quinta-feira próxima sobre o assunto. De qualquer maneira, estou chateado com o modo com que o assunto está sendo abortado, como se o Ju fosse acabar sem a ajuda providencial da BSB. É claro que toda ajuda é bem vinda, mas péra lá! Precisamos organizar as coisas conforme a ordem de grandeza. Em primeiro lugar, e antes de tudo, o Esporte Clube JUVENTUDE, clube quase centenário, Campeão do Brasil e com uma torcida apaixonada. Em primeiro lugar e acima de tudo! Depois, BSB ou qualquer outra empresa. Somos nós que temos que dar as diretrizes dessa parceria, e não o contrário, certo?
É isso que eu espero.
Abraço

Preparem as mochilas! (2)

Salve, papada!
A tabela do segundo turno do Gauchão também já foi divulgada, e seguiu a tendência da do 1º turno: tudo bem barbada e perto pra ir - o mais complicado é se deslocar até a Zona Sul do Estado, mas como é domingo...

TAÇA FARROUPILHA (2º TURNO)
Confrontos dentro dos Grupos
ROD DATA* HORA* LOCAL JOGO
09.03 - 4ª FEIRA 20:30 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X GRÊMIO
13.03 - DOMINGO 16:00 PELOTAS PELOTAS X JUVENTUDE
20.03 - DOMINGO 16:00 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X SANTA CRUZ
23.03 - 4ª FEIRA 16:00 PORTO ALEGRE CRUZEIRO X JUVENTUDE
27.03 - DOMINGO 16:00 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X INTER-SM
03.04 - DOMINGO 16:00 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X PORTO ALEGRE
10.04 - DOMINGO 16:00 VERANÓPOLIS VERANÓPOLIS X JUVENTUDE
* Data/Hora base da rodada. Podem ser mudadas pela grade da TV


Serão 4 jogos em Caxias, 1 em Pelotas, 1 em Veranópolis e 1 provavelmente em Porto Alegre (o Cruzeiro ainda não definiu onde vai mandar os jogos, mas tá quase certo que será no Passo D'Areia).
Não sei vocês, mas eu já estou salivando por esse jogos.
Abraço.

sábado, 23 de outubro de 2010

Preparem as mochilas!

Salve papada!
Saiu hoje o Regulamento do Gauchão 2011. De novidade, apenas os nomes dos 2 turnos da competição, que passam a se chamar Taça Piratini e Taça Farroupilha. Saiu também o sorteio dos grupos e a divulgação da tabela-base do 1º turno.

CAMPEONATO GAÚCHO 2011
CHAVE 1
CHAVE 2
YIPIRANGA
JUVENTUDE
UNIVERSIDADE
VERANÓPOLIS
SÃO LUIZ
SANTA CRUZ
SÃO JOSÉ
PORTO ALEGRE
NOVO HAMBURGO
PELOTAS
LAJEADENSE
INTER-SM
INTERNACIONAL
GRÊMIO
CAXIAS
CRUZEIRO

TAÇA PIRATINI (1º TURNO)
Times do Grupo 1 x Times do Grupo 2
ROD DATA* HORA* LOCAL JOGO
16.01 - DOMINGO 17:00 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X SÃO LUIZ
19.01 - 4ª FEIRA 20:30 CANOAS UNIVERSIDADE X JUVENTUDE
23.01 - DOMINGO 17:00 PORTO ALEGRE SÃO JOSÉ X JUVENTUDE
26.01 - 4ª FEIRA 20:30 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X CAXIAS
30.01 - DOMINGO 17:00 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X YPIRANGA
02.02 - 4ª FEIRA 20:30 PORTO ALEGRE INTERNACIONAL X JUVENTUDE
06.02 - DOMINGO 17:00 CAXIAS DO SUL JUVENTUDE X NOVO HAMBURGO
13.02 - DOMINGO 17:00 LAJEADO LAJEADENSE X JUVENTUDE
* Data/Hora base da rodada. Podem ser mudadas pela grade da TV


A primeira vista, a tabela favoreceu o Juventude, pois a maior distância a ser percorrida será até Lajeado. E favoreceu mais ainda aos Papos da Capital, que terão 4 jogos em Caxias, 2 em Porto Alegre, 1 em Canoas e 1 em Lajeado, na última rodada.
Agora basta ver se dessa vez levaremos a sério a competição, com time bem treinado, preparado e reforçado com boas peças. Quem sabe não começamos 2011 com uma boa campanha?
É o que espero.
Abraço!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Fato Relevante

Salve, Papada!
Acabou de sair o resultado (em primeira instância - cabe recurso) do julgamento sobre os incidentes do caJU da série c lá no STJD. E todos os indiciados foram punidos. Caxias, Vinicius Costa e jogadores grenás, além do presidente Scola. Sem exceção, todos mereceram levar um puxão de orelhas. Apenas acho que a punição imposta ao mandatário juventudista foi extremamente exagerada: 390 dias e R$60 mil.
Essa punição, divulgada a poucos dias da eleição, tem o efeito de uma bomba nos bastidores políticos esmeraldinos. Afinal, o único candidato ao pleito que assumiu tal posição pode passar todo 2011 impedido de aparecer oficialmente.
Acredito inclusive que, ao não se confirmar efeito suspensivo até sexta próxima, aconteça uma inversão na tendência de não haver candidato da oposição. Com isso, a reunião que se encaminhava para aclamação passaria a ser novamente disputada no voto, como ano passado. Alguns nomes que já manifestaram interesse em outras ocasiões de concorrer, como Agostinho Silvestre, tem tudo para encaminhar chapa concorrente.
Eu penso que o Scola deva continuar, e aqui já encaminho o meu voto - nada contra outro nome, apenas por julgar que se mereça mais que um ano para trabalhar pelo clube. Mas confesso que não tenho certeza que essa será a vontade da maioria. Logo, aguardemos as urnas...
E você, torcedor esmeraldino, pensa o que disso tudo?
Abraço

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Em tempo

Salve, papada.
Graças a nossa campanha pífia na Série C deste ano, alguns assuntos de certa relevância não foram tratados por esse espaço a contento. Um deles, bem lembrado pelo "Blog do JU" no clicRBS, é o resultado da já tradicional pesquisa IBOPE/Lancenet sobre o tamanho das torcidas, tanto a nivel nacional como segregada por estado. Os resultados referem-se ao segundo semestre de 2010.
Como era de se esperar, a Maior do Interior apareceu com destaque na pesquisa. Somos a terceira torcida do estado, com percentual próximo de 1%. Mesmo com variações no percentual - dentro da margem de erro - nos mantivemos nesse patamar desde o começo das enquetes, em 2004. O que chama a atenção é a quarta colocação no RS ser do Coritiba, com algo estimado em 51 mil torcedores. Por duas razões: times de mais tradição, como o Flamengo, ocuparem essa posição se explicaria melhor; e no próprio PR o Coxa é quinto colocado!
Sou daqueles que credito isso a tal margem de erro que tanto pregam em pesquisas desse tipo. Agora, o que ninguém se impressionou é com o fato de que não é outro time do RS a estar nessa posição. Aqui, nem o poder da mídia da capital - que consegue eleger até uma senadora! - está afetando a mente dos torcedores. Uma coisa é torcer para um clube que passa por fases infernais, como o nosso, mas que mostrou que tem potencial para fazer mais. Outra é embarcar em furadas como os times grenás e rubro-negros do sul do estado. Esses, e sua suposta torcida, não passam de fábulas, já que o melhor que conseguem em campo é se nivar com o nosso pior. Até deve haver algum perdido por aí, mas eu nunca vi. No caso do time da engrenagem, a enquete deve ter sido feita justamente no horário da troca de turno na metalúrgica, né?
Por isso, afirmo; em uma coisa a pesquisa acertou: pode até não ser a quarta maior, mas sem sombra de dúvida a torcida do Coritiba no RS é maior que a de Xavantes e Grenás juntas.
No mais, nos resta aguardar por notícias dos bastidores alviverdes. Essa semana ainda sai alguma coisa.
Abraço.

sábado, 9 de outubro de 2010

Pés no chão

Salve, papada.

Amanhã pode ser considerado o dia "D" para o futuro alviverde, conforme palavras que reproduzo agora de nota no site do Ju em 30/09 (grifo nosso):

"(...) O Presidente Carlito Chies conduziu o encontro cumprindo a pauta, mas dando atenção especial à eleição da Diretoria Executiva para o próximo ano, que deverá ter data definida pela mesa diretora após o dia 10 Outubro. O encaminhamento se deve a existência de negociação de uma parceria que deverá contribuir em muito com a reorganização do clube administrativa e financeiramente. O Presidente do Conselho Deliberativo Carlito Chies não revelou quem poderá ser o futuro parceiro, mas manifestou-se otimista com essa possibilidade, “estamos tentando achar caminhos para frutificar no futuro”, declarou. (...)"

Depois disso, muito se cogitou acerca de qual seria nosso parceiro - ou quais . Com relação a um deles, fiz um recorte de pesquisa da internet envolendo seu nome ultimamente:

José Carlos Brunoro pode ser manager do futebol do Vasco em 2009 ...
- 04:32
11 dez. 2008

Ponte Preta contrata Brunoro e projeta modernização - esportes ...
- 04:38
5 out. 2009 ...

Empresa de Brunoro negocia com o Flamengo - iG Esporte / Futebol - IG
- 04:33
18 dez. 2009

Brunoro de volta | Radar on-line - Lauro Jardim - VEJA.com
- 04:33
20 ago. 2010 ... José Carlos Brunoro, em parceria com alguns sócios da Neogama/BBH,lança nos próximos dias uma nova empresa de marketing esportivo. Vai atuar em todos os esportes, não apenas no futebol.

Encontro com José Carlos Brunoro
22/09/10 ... Simpático e atencioso com a nossa reportagem, Brunoro, hoje no Grupo Pão de Açúcar ...

Juventude busca parceiro dos tempos de Parmalat | Juventude ...
2 out. 2010


Por isso, gurizada, peço a todos que mantenham os pés no chão, pois já temos frustações demais recentemente. Acredito que uma parceria que seja boa para nossos interesses e economicamente viável aos investidores é possível. Porém, vamos aguardar anúncios oficiais para começar a planejar voos mais altos novamente, certo?

Antes que eu me esqueça: já fez tua fezinha na Timemania hoje?
Abraço.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Gurizada Guerreira

Salve, papada!
Tem dias no ano em que os assuntos a se falar no futebol são tantos que falta espaço para discutir todos. Não é nosso caso na atualidade, infelizmente. Claro que sempre se tem um pitaco ou outro a dar, um boato rolando ou uma eterna discussão estilo "quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha". Mas a paixão que nos move, o principal, a nossa razão de existir - o Juventude em campo - essa, só em Janeiro. Ou antes, se contarmos os jogos-treino e amistosos de preparação. Uma pena. Mas, fazer o quê?
Nos bastidores, temos uma renca de novidades pintando. A principal delas, é claro, só podia ser a eleição da diretoria. Na última reunião no Conselho Deliberativo, muito se disse sobre a dificuldade que será 2011 em termos financeiros, já que se projeta um orçamento no mínimo 40% inferior ao de 2010 (que já foi uma titica). Por isso é que voltou-se a falar, e muito, na Timemania. Fonte de recursos, a Timemania injeta hoje o equivalente a 50%, por baixo, do arrecadado com o Quadro Social no balanço do clube. É muita grana, principalmente em se tratando de uma agremiação na Série D. Só que pra esse valor não baixar, temos que nos manter no G-20 - o grupo dos 20 times mais apostados do ano.
E nesse aspecto os Papos da Capital estão de parabéns. Primeiro, por manter, há mais de ano, bolões em periodicidade quase mensal. Segundo, por entrarmos no desafio de recuperar o lugar entre os 20 na reta final.
Em 4 dias conseguimos - pasmem! - 300 apostas. Eu disse TREZENTAS apostas. Garantimos a nossa quota no bolão promovido pelo clube, e mostramos que a papada é a maior e mais fiel torcida do interior do RS. Mesmo numa m... desgranida na qual o time se encontra, juntar em prol de um objetivo comum mais de uma dezena de abnegados dispostos a ajudar o JU é uma façanha!
E foi apenas o primeiro bolão. Até o final do ano ajudaremos muito mais. Somos mais que torcedores, somos apaixonados pelo nosso Verdão. Ouvi uma frase na última reunião do Conselho que reflete bem o sentimento da galera alviverde: "Eu sou pouco perto da grandeza do E.C.Juventude, mas o Juventude é tudo pra mim!".
E é nesse espírito que peço a todos que nos prestigiam nesse espaço: façam a sua parte! Agora é a hora do algo a mais. Nós aqui estamos fazendo. O Juventude vai dar a volta por cima, não tenho dúvida. Agora, a velocidade com que isso vai ocorrer é diretamente proporcional ao teu apoio!
Pense nisso.
Abraço.

sábado, 2 de outubro de 2010

Projeto Timemania

Salve Papada,

Quem acompanha as notícias do E.C.Juventude sabe como é importante a colocação do nosso clube entre os 20 maiores arrecadadores de 2010.


Temos 31 mil apostas de desvantagem pro 20º lugar. Vamos virar esse jogo!
Não é Brunoro, nem Sicredi, que vão reerguer nosso Ju. É a papada!
Portanto, pega 2 pila e vai na lotérica jogar. Já faz isso? Bota mais uns pila e aposta mais.
Não pode ir na lotérica? Entra no nosso grupo de apostas, oras! Ou faz um, no teu bairro, na tua cidade, na tua empresa, na tua família!
A hora é agora!
E eu sei que não vamos decepcionar, né?
"Sempre ao teu lado eu nunca te abandono..."
Abraço.

PS.: Quem quiser saber como contribuir, posta um comentário.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Preparando 2011

Salve, papada
Amanhã é dia de reunião do Conselho Deliberativo do E.C. Juventude. E o Consulado Juventudista em Porto Alegre estará mais uma vez representado pelas figuras de Leonardo Viccari e deste que vos fala. Não tenho procuração para falar em nome do Viccari, mas na minha opinião essa reunião é importantíssima para definirmos o nosso futuro próximo.
Reproduzindo a Ordem do Dia do Edital de Convocação - documento público acessado via Banner na página principal do site do clube:

"(...)
ORDEM DO DIA:
1) Apresentar e Apreciar o Relatório do Conselho Fiscal;
2) Apresentar e Referendar o Reajuste das Mensalidades adotados pela Diretoria Executiva;
3)Analisar e Apreciar os Pedidos de Afastamento de Conselheiros, bem como Analisar e Apreciar Situação de Conselheiros Inadimplentes;
4) Análise e Definições para as Eleições da Diretoria Executiva em Outubro/2010;
5)Assuntos Gerais
(...)"

Todos os assuntos são relevantes, porém o item 4 se destaca dos demais. Dessa reunião sairá a diretriz que o clube seguirá no que diz respeito a processo sucessório. Andei lendo e ouvindo algumas tagarelices difíceis de entender nos últimos dias. Até a hipótese de haver 3 correntes concorrendo à Diretoria Executiva. Possível, mas muito improvável.
Já apontei minha opinião em post anterior: deve haver uma chapa apenas, de situação, direcionando a reeleição do Scola. Mas, na hora da verdade, outras coisas podem pesar e outros nomes surguirem na disputa. Ainda assim, no máximo 2 chapas. Por isso, é de fundamental importância que toda a papada acompanhe o desenrolar dessa reunião. Amanhã já teremos assuntos a dialogar, sem dúvida.
Antes que me esqueça, gostaria de agradecer o convite feito pelo Sr. Eduardo Costa, Coordenador das Categorias de Base do Esporte Clube Cruzeiro de Porto Alegre, de participar no sabado passado do Jantar Anual do Departamento Amador. Tudo muito bem feito e organizado. Parabéns. Lá pude ver, dentre outras coisas, como nosso Juventude é visto por outros membros do meio futebolístico, mantendo o respeito e valorizando nosso clube como referência no trabalho de base. Que o "Cruzeirinho" continue forte na base e no grupo principal, e que consiga se manter na Série A do Gauchão nos profissionais, sendo mais um foco da resistência Anti-Grenal aqui em POA.
Abraço

Reconhecimento

Salve, papada.
Não temos o costume, em nosso blog, de ficar repetindo e reproduzindo notícias sobre o Ju veiculadas em outros sites. Normalmente, quem passa por aqui pra dar uma espiada nas "bobagens" que escrevemos aproveita para pesquisar outros lugares, dentre eles o site do nosso clube. Porém, permito-me abrir uma exceção por agora.
Esse final de semana que passou foi de extrema alegria para toda a Nação Verde da Capital. Fomos agraciados com uma camisa do clube, conquistada em um leilão promovido para arrecadar apostas da Timemania. Organizados, conseguimos levantar valores e arrematar o prêmio com 150 apostas. Mas o que me deixou mais feliz foi o reconhecimento do clube pelo nosso esforço de, sempre que possível, fazer algo para auxiliar e apoiar nosso amado Esporte Clube Juventude.
Gostaria de agradecer ao colega de Consulado Fernando Frizzo, nosso primeiro Cônsul, lá da fundação em 2008, pela disponibilidade de nos representar na entrega oficial no Jaconi. Aproveito para lembrar àqueles que compraram as cotas que o sorteio para definir o agraciado ainda não ocorreu. Acredito que podemos aproveitar os festejos de aniversário de fundação dos Papos da Capital para fazer a escolha e entrega. Tá dada a sugestão (nada original). :-)

Assessoria de Imprensa ECJ

No mais, amanhã haverá uma importante reunião no Conselho Deliberativo do clube, e a presença dos 2 conselheiros daqui já está mais do que confirmada. Falemos disso mais adiante.
Abraço.

sábado, 25 de setembro de 2010

Base para a retomada

Buenas, papada
Mesmo após o trágico desfecho de 2010, com o ano acabando em setembro e ainda por cima rebaixado, o Juventude não se acomodou. A diretoria praticamente confirmou a nova comissão técnica, com mudanças na preparação física e de treinador de goleiros. Também já encaminhou a montagem do grupo para 2011, indicando os jogadores com os quais conta para o ano seguinte e buscando a renovação de contrato. Acabei de ter contato, no site do clube, com outra informação interessante: parceria no licenciamento da marca. Baita jogada. Taí uma boa fonte de receita dos clubes, e que históricamente não é bem aproveitada pelo Ju. Golaço do Marketing.
Mas o que me chamou mais a atenção foi uma frase do presidente Scola, a qual reproduzo abaixo:

— O Juventude é um clube formador. Talvez tenhamos que trocar o modelo, não as pessoas. Mas categoria de base tem que dar receita, não títulos.

Nos últimos 2 anos, as categorias de base deram diversos títulos ao clube, como os estaduais Sub-14 e Sub-20, além de campanhas inéditas nos dois maiores campeonatos de base do Brasil, onde alcançamos a semi-final em ambos. Isso dá exposição nacional ao clube, transformando-o em referência na formação de atletas. E gerou, também, receita. Zezinho, negociado com investidores, é apenas o maior exemplo. Outros jogadores foram levados ao futebol europeu, gerando cifras para os cofres alviverdes. O problema é que comparado ao investimento feito, a geração de receita ainda é fraca.


site do Ju

Portanto, concordo com o presidente Scola. Uma mudança na filosofia se faz necessária. Eu sou daqueles que pensa que na base deveria sempre se jogar no 4-4-2. Como vamos gerar bons laterais, volantes que saibam sair jogando e meia-atacantes comprometidos com o futebol moderno, onde marcar no campo adversário e saber o que fazer com a bola com rapidez não são requisitos, são imposições? Isso sem falar nos atacantes...
O nome já diz tudo: Categorias de Base! É nela que os jogadores devem ser forjados na sua plenitude. Tudo bem, eu sei que não vai ser "cada machadada uma minhoca", continuará sendo uma aposta em cima de revelar poucos talentos, mas esse poucos devem trazer recursos que transformem a base em superavitária. O circulo virtuoso tem que se retro-alimentar, oras. E pelo jeito, as coisas se ajeitarão nesse sentido. Nos resta aguardar se o discurso se tornará realidade.
Abraço.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Torcedor não tira férias

Buenas, papada.
O grupo do Juventude entrou em férias na tarde de ontem, após uma reunião com o Beto Almeida e a diretoria. Até aí, nenhuma novidade. Agora, os dias que se seguem nessa suposta calmaria são decisivos para nosso futuro próximo.
Quem não lembra do arremedo de time que jogou o Gauchão esse ano? Muito se deveu ao prazo curto entre a direção assumir o clube e a estreia oficial, com quase nenhum atleta em condições e 20 dias pra montar o grupo pra competição. E essa lição deve ser aprendida. Não podemos ficar aguardando quem será o comandante da diretoria executiva e só depois pensar 2011. Tem que encaminhar o rumo desde agora. E pelo andar da carruagem, isso irá acontecer.
O presidente Milton Scola já se lançou candidato a reeleição. A imprensa publicou que o Beto e seu auxiliar ficam pro ano que vem. O nosso vice de futebol andou dizendo que colocava o cargo a disposição, mas acho que também se mantem na chapa. Resta saber se haverá oposição (meu palpite: agora não, mas pra 2012 deve haver).
Pra mim, o reerguimento tem que começar no Gauchão 2011. Precisamos voltar a valorizar essa competição. Temos o dever histórico de retomarmos boas campanhas. Somos o clube do interior mais vezes bem colocado do regional. Precisamos manter essa hegemonia. Caímos, mas ainda somos referência, o clube a ser batido.
E é bom que seja assim. A Papada pode estar sofrida, esguarepada, atordoada, mas mostrou que não vai abandonar o clube. Iremos acompanhar de cima toda e qualquer movimentação no nosso Verdão. Seremos vigilantes; o pilar que reerguerá nosso clube. Não tiraremos férias e não descansaremos até recolocar o Ju de volta nos trilhos da vitória.
Abraço

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Juntando os Cacos

Buenas, papada.

Não sei vocês, mas desde que o juiz apitou o final do jogo em Criciúma no domingo, eu já saí pensando: "Putz, e agora?" Ao meu ver, o time que terminou essa Série C mostrou algumas qualidades. Defeitos, vários, desde o início da competição. Mas tive a impressão de que o grupo atual merecia melhor sorte. Assim que o Beto assumiu e pode dar o seu padrão de jogo, o Juventude melhorou coletivamente.

Claro que existiram decepções - a maior delas foi o atacante Fausto, que pra mim deve ser emprestado pra disputar o Paulistão, já que tem contrato até 2011. Agora, é inegável admitir que algumas peças individuais apresentaram uma boa contribuição. Cito como exemplo os zagueiros Rafael, o mais seguro e constante ao longo da competição, e Fred, que ao contrário do Gauchão se mostrou útil, salvando diversas investidas adversárias e sem comprometer com jogadas bizonhas. Ainda na lista dos destaques positivos, acrescento o ala Celsinho, e os uruguaios Ismael e Christian.

Esses jogadores destacados, juntamente com mais uns 3 ou 4, como Jonatas, Cristiano, Umberto e Julio Cesar, poderiam ficar e servir de base para o início do trabalho visando 2011. Aliás, taí uma diferença nos anos anteriores. Podemos, sim, manter uma base. Para isso, conto com a compreensão da diretoria que virá após as eleições de outubro. Por favor, não cometam o mesmo erro de 2007 e mantenham o Beto Almeida! O cara já mostrou que entende de futebol e que é competente. E quem seria melhor que ele nesse momento? Fica desde já o meu apelo.

clicrbs

E você, caro amigo papo, o que acha? Quem deveria ficar? E quem deveria sair, na sua opinião?
Aguardo seu comentário.
Abraço a todos.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Pois é...

Buenas, papada.
Infelizmente, o fim que se desenhava desde a segunda rodada aconteceu. Fomos rebaixados, mais uma vez. Dói. Muito. É até difícil escrever depois do que houve. E eu estive lá, junto com os mais de 600 papos de fé, que seguiram o time e acompanharam sem esmorecer todos os segundos de agonia, sofrimento esperança e dor.





Não vou ficar aqui procurando desculpas ou culpados. Já passei mais de 24 horas pensando "e se saísse mais um gol...", "e se o juizão não tivesse nos garfeado no ca-JU do segundo turno..." "e se o Beto tivesse assumido antes...". Não adianta. Isso não vai mudar. Caímos pra D.
O maior problema não é esse. A C é tão infernal quanto a D. O grande problema é ficar mais longe da Série B, com suas cotas de TV e calendário cheio. Isso sim é fogo.
Futebol, agora, só em 2011, papada. Antes disso, teremos que acompanhar de cima mais uma revolução pela qual passará o E.C.Juventude. Outubro tem eleição. E assunto não vai faltar.
Gostaria de dar os parabéns aos guerreiros Papos que estavam comigo em Criciúma. Nosso canto se ouvia durante todo o tempo. Mesmo após o jogo, com as feridas abertas, não esmorecemos. Temos orgulho de ser Juventudistas, e isso ninguém vai tirar de nós, NUNCA!
É por essas e por outras que eu tenho certeza: isso não passa de uma fase ruim. E que voltaremos, mais fortes do que nunca.
Mas que dói, isso dói.
Abraço

sábado, 18 de setembro de 2010

Sirvam nossas façanhas de modelo

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, papada.
Cá estamos novamente acompanhando momentos decisivos da história do nosso Ju.
Claro que todos gostaríamos que fosse em uma situação diferente, mas se a campanha até agora não nos permitiu melhor sorte, façamos a nossa parte, acompanhando e apoiando.
Temos visto que a mobilização da papada é grande. Dez ônibus e mais alguns carros lotarão para apoiar no estádio o esquadrão esmeraldino nessa jornada, onde apenas a vitória interessa.
Lembro de alguns momentos recentes de nossos 97 anos de vida onde revertemos resultados adversos, alcançando, com isso, nossos objetivos. Os mais marcantes aconteceram na conquista da Copa do Brasil. Após levarmos 3 a 1 no Maraca, conseguimos reverter no Jaconi, nos classificando com um sonoro 6 a 0 no Flumenense do tetracampeão Parreira. Nas quartas de final, um 2 a 2 em casa deixou a papada apreensiva com o jogo fora. Porém, com a repetição do placar na Fonte Nova, despachamos o Bahia com um 3 a 0 nos penais, com naturalidade.
Mas a maior volta por cima aconteceu na semi-final. Um 0 a 0 na Jaconera alegrou os colorados, que comemoravam a provável rasgação da incômoda touca alvivede. Antes da hora. Um 4 a 0 em pleno Beira-Rio calou a torcida vermelha, que continuaria até hoje, sem saber o que é ir a uma final de um torneio nacional.
E tem mais: em 94, perdendo de 2 a 1 no Cerrado, devolvemos o placar na nossa casa, faturando nosso primeiro título nacional, na finalíssima da Série B contra o Goiás.
Pra não ficar só nas conquistas: no ano do título brasileiro do Cruzeiro, fomos o único time a vencer o esquadrão celeste no Mineirão, calando sua fanática torcida.
O que estou querendo dizer con isso? Que nos imporemos ao natural e passaremos por cima do Tigre? É claro que não. O que quero ressaltar é que basta o nosso atual grupo se espelhar na história do clube, de façanhas ditas improváveis, que conseguiremos atingir nosso objetivo. Com respeito ao adversário sim, mas com imposição, marcando de cima e impondo nosso jogo desde o começo. Afinal, essa é a nossa Copa do Mundo. O mundo não irá acabar por um eventual insucesso nosso, mas que a nossa retomada ficará menos sofrida com nossa permanência na C, disso não tenho dúvida.
E tem mais: preparem os caixões cor de modess usado. Devolveremos com imposição a soberba comemoração antecipada do time atrás do posto. Anotem isso.
Não tá morto quem luta e quem peleia.
Abraço.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Conhecendo o Adversário

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, papada.
Seguindo o script de duas semanas atrás, resolvi dar uma olhada em algumas notícias do nosso próximo adversário.
Desde que começou a se tornar realidade a formação do Grupo da Morte, lá na divulgação da tabela da Série C ainda no semestre passado, apontava-se como favoritos à classificação para a fase seguinte os dois times que se enfrentam domingo em SC. Ao contrário do nosso time, que decepcionou rodada após rodada, sendo o único do grupo que não possui mais chances de classificação ao mata-mata, o Criciúma confirmou as projeções e entra em campo no final de semana praticamente classificado - decide apenas se em primeiro ou segundo do grupo. Só uma derrota por 3 gols de diferença combinada com resultado do outro jogo tira a vaga do Tigre.
O Criciúma é um clube de tradição no futebol brasileiro. Como nós, já ganhou Copa do Brasil, enfrentando e despachando medalhões do futebol nacional, já disputou Libertadores, já ganhou Série B e já figurou por vários anos na Série A. É uma das forças do estado vizinho, disputando a hegemonia local com os times da capital. Seu último título foi a Série C de 2006, e a última vez que ganhou o Estadual foi em 2005. Seu estádio, o Heriberto Hülse, localizado na região central da cidade, possui acomodações para 19.300 pessoas (fonte: site do clube), mas passa por uma reforma de recolocação da cobertura em alguns pontos, o que reduz a capacidade para aproximadamente 16.000 torcedores. Possui atualmente uma campanha de marketing em busca de 10.000 sócios - hoje está com pouco mais de 8.600.
Neste ano, o clube terminou o catarinense na 8ª e antepenúltima posição, escapando da degola por um triz, o que levou sua atual diretoria em conjunto com o investidor a buscar uma reformulação no grupo. Contratou o técnico Argel e uma grande quantidade de jogadores para a disputa da Série C. Se preparou com antecendência e estreou contra a gente no empate em 1 a 1 em Caxias. Estive naquele jogo, e me lembro de ter visto um confronto parelho, decidido em detalhes. Aliás, o Criciúma venceu seus 3 jogos no "Majestoso" e buscou 2 empates fora de casa. Com isso, tem a melhor campanha do grupo D.


fonte: clicrbs

Tentei descobrir como será a escalação provável do Tigre no domingo. Mas foi difícil de achar. Uma série de desfalques, como o volante Gavião, somados à "marra" do Argel tranformaram minha pesquisa em um calvário, hehehe. E não teve jeito, nada confirmado.
Uma coisa me chamou a atenção: em vários sites e blogs, inclusive oficiais do clube e de sua torcida, o jogo é tratado como decisivo para a classificação. Vejam bem: para a classificação! Pregam respeito ao adversário e lembram que precisam confirmar em campo a vaga. Isso se explica por duas razões: receio de comemorar antes do tempo, aliado à confiança de que o adversário da próxima fase será mais fácil do que os dessa. Convenhamos, Luverdense, Ituiutaba e Macaé não devem meter medo nos classificados do grupo. Eu sou daqueles que acha que os dois que passarem de fase no grupo D se classificam a Série B do ano que vem - isso porque o Caxias não classifica, pois se classificasse, entregaria como sempre. Por isso, ficar em 1º ou 2º deve ser uma meta secundária. Digo mais: talvez seja até mais interessante ficar em 2º e jogar a primeira partida em casa, evitando o desgaste com uma longa viagem logo na sequência.
Agora é contar o minutos e torcer por uma vitória nossa no domingo. Temos condições de nos salvar e dependemos apenas da gente.
Não tá morto quem luta e quem peleia.
Abraço.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Chances e Probabilidades

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, papada.
Estamos praticamente na metade dessa semana, decisiva para nossas atuais pretensões de salvar o ano. E dependendo apenas de nós - apesar de muitos falsos desavisados insistirem em espalhar o oposto - para escapar da degola. Muitas coisas eu li nos últimos dias sobre as nossas chances de salvação, inclusive citando sites que mostram nossa probabilidade de cair passando dos 90%!
Infelizmente, ainda não sou um cara graduado. Porém, no final dos anos 90/início dos 2000 (antes do 11 de setembro!) cursava Estatística na UFRGS. Lá eu tinha um professor que certa feita em uma aula disse: "A Estatística era a arte de mentir usando números". Claro que ele falara uma meia-verdade. A Estatística, como ciência, usa de modelos matemáticos e/ou probabilísticos para inferir sobre algo. E é aí, meus amigos, que mora o perigo das previsões futebolísticas!
Normalmente, com base em dados colhidos a priori tenta-se predizer um evento futuro, com uma certa margem de erro. Mas, no futebol, é muito difícil definir uma base de dados confiável. Vou dar um exemplo ilustrativo.
"Segue abaixo as probabilidades (e o resumo dos modelos usados para obtenção dos resultados) de cada um dos times de Caxias do Sul na Série C, de acordo com o quase estatístico R. Júnior, do CPPC - Centro de Pesquisas Papos da Capital:

Juventude:
Classificação 10%
Rebaixamento 60%
Nenhum dos anteriores 30%

Caxias:
Classificação 5%
Rebaixamento 75%
Nenhum dos anteriores 20%

Metodologia Usada:
- 1 em cada 10 participações do Caxias na Série C teve anulação de rodada pelo STJD em algum grupo por manipulação de resultado. Com isso, pode uma rodada ainda ser anulada após o final da fase e o Juventude conseguir mais pontos na segunda partida a ser jogada - o que explica as chances de classificação;
- Grande maioria das vezes que o Caxias decidiu algo importante em casa, precisando de resultado, não o fez.
- O Juventude escapa com vitória, salvo uma combinação de resultados difícil de ocorrer. Portanto, quase um terço de chance.
- O Caxias não venceu no turno, estando em decadência.
- O Caxias é freguês do Brasil Pelotense.
- Retrospecto recente no estádio do Criciúma é favorável ao Ju.
- etc."

Viram como se faz?
Portanto, não levemos tão a sério essas especulações quanto às chances; elas podem mudar conforme o foco de quem faz o cálculo.
Concentremo-nos em vencer no domingo, que o resto se ajeita. E lembrem-se:
Não tá morto quem luta e quem peleia.
Abraço.

Estamos vivos! E agora?

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, papada.
Ao final de mais uma rodada - a penúltima da fase de grupos da Série C - as coisas acabaram caminhando mais ou menos conforme eu previa. Era certo que não cairíamos nessa rodada. E agora é certo que voltamos a ter alguma esperança. Repito, alguma.
É óbvio que acredito numa vitória em SC (até por 2 gols de diferença, se for preciso), mas tenho o dever de manter os pés no chão. Não podemos esquecer que SÓ a vitória nos interessa. Entramos em campo rebaixados e, se mantivermos o empate ou levarmos a derrota, confirmamos tal situação.
Mas o porquê de lembrar disso agora? Por duas razões. Uma delas, mais clara, é resumida na frase surrada "Acreditar no melhor, preparar-se pro pior." Apesar de calejada com os resultados de campo dos últimos anos, não sei como a papada irá reagir com um eventual novo descenso. A outra razão, mais sutil, refere-se a como gostaria que o clube, internamente, tratasse o próximo jogo. Temos que ter lá dentro a real noção do tamanho da responsabilidade de todos (jogadores, comissão, dirigentes...) para com a história do E.C. Juventude. Nunca precisamos tanto dos 3 pontos. E eles precisam vir "na marra", se for preciso. Não tenho dúvida de que a papada irá apoiar em bom número no Heriberto Hulse.

Palco da decisão de domingo.

Pra encerrar, outra coisa interessante: quem anda acompanhado o nosso blog recentemente teve mais uma prova da teoria do "real receio" nas notícias publicadas ontem na mídia. Ou será que esqueceram que os grenás perdendo podem estar na C, hein?
Gurizada, mais 3 pontos só! Merecemos, depois de tanto sofrimento ultimamente, né?
Não tá morto quem luta e quem peleia.
Abraço.

domingo, 12 de setembro de 2010

Mini-Manual do Secador


Texto de: Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, Papada
Hoje é a rodada da nossa folga, e nela muita coisa pode ser decidida - inclusive um improvável rebaixamento antecipado nosso. Por isso, preparei esse mini-manual para aqueles que irão acompanhar pelo rádio ou pela web os confrontos do nosso grupo







Façam suas apostas!
Não tá morto quem luta e quem peleia.
Abraço.

Bate-PAPO (parte II)

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Na segunda entrevista da série Bate-PAPO, apresentamos Cezar Mariano, comentarista da WEB Rádio Brasília. Ele fala sobre o grupo C, do Gama.

Papos da Capital: Como está a situação do Gama na Série C? Quais suas possibilidades nas 2 rodadas que faltam?
Cezar Mariano: A situação do Gama na Série C é a mesma de um cidadão com câncer em estado terminal, onde seria mais fácil você fazer a Mega Sena ao Gama sair do Balão de Oxigênio. Falta apenas uma rodada, e o Marília, jogando em casa, não poderia vencer seu adversário, enquanto o Gama jogaria sua última partida fora de casa contra o melhor time de sua chave, precisando exclusivamente da vitória.


Papos da Capital: No grupo do Gama, qual a sua projeção para as 2 vagas a próxima fase? E para o rebaixamento?
Cezar Mariano: O Macaé e o Luverdense têm grandes chances de passarem à próxima fase, mas gostaria de ver o Ituiutaba lograr êxito, apesar de ter menos chances. Quanto ao rebaixamento, eu espero que seja fabricado um medicamento para o Gama vencer o Luverdense e que o Ituiutaba consiga pelo menos um empate diante do Marília, rebaixando a equipe paulista.

Papos da Capital: O que levou o Gama, na sua opinião, a estar na atual situação na Série C?
Cezar Mariano: É necessário pelo menos dois meses de preparação antes do início de um campeonato, mas sem possuir um ótimo elenco essa preparação não iria surtir muito efeito, e para se ter um ótimo elenco é necessário ter muito dinheiro porque o bom jogador não vai trabalhar de graça, mas infelizmente a Diretoria do Gama sempre alegou que não tem muita verba pra contratar ótimos jogadores. Não estou duvidando disso, mas não entendo como é que o Botafogo do DF, time da Quarta Divisão, consegue contratar jogadores que jamais iriam atuar pela estrela solitária de Brasília sem um ótimo salário, cito por exemplo o Zé Carlos e o Sérgio Manoel, atletas conhecidos no Brasil, enquanto a Diretoria do Gama não consegue contratar jogadores para pagar esses mesmos salários.


Papos da Capital: O Campeonato Brasileiro da Série C é disputado há 2 anos com 20 clubes divididos em 4 grupos regionalizados. Você concorda com tal fórmula de disputa? Qual seria a fórmula mais indicada para a competição?
Cezar Mariano: Não concordo de forma alguma com a fórmula de disputa da Terceira Divisão.
Antes de se criar a Quarta Divisão Brasileira, eu mandei uma correspondência para a CBF, solicitando a criação de uma Quarta Divisão do Brasileirão, mas que a Terceira Divisão deveria ser nos mesmos moldes da Série A e Série B (20 equipes, quatro sobem e quatro descem), mas a CBF, que é milionária, quis economizar algumas migalhas e realiza a Série C do modo mais econômico, onde não oferece nem mesmo uma ajuda de custo às equipes da Série C.

Papos da Capital: O Juventude, assim como o Gama, disputou recentemente a Série A do Brasileirão. O que você, à distância, imagina que ocasionou tal queda?
Cezar Mariano: O Brasileirão geralmente ocorre logo após os campeonatos regionais, onde os times realizam bons jogos nos torneios locais e imaginam que estão prontos para disputarem um Brasileirão, ledo engano...
Quando a equipe começa a obter resultados ruins fica muito tarde pra montar um novo elenco, sem entrosamento e com outras dificuldades, e na maioria das vezes, devido aos maus resultados e na necessidade em demitir os atletas para reformar o elenco, muitas vezes se demite também um ou outro bom jogador.
Não adianta uma equipe ter muito dinheiro se esses valores não são aplicados em ótimos jogadores. Digo ótimos jogadores incluindo também no banco de reservas...Você tem que ter peças de reposição à altura para as possíveis substituições.
Não acredito que é a torcida que faz um time forte, e sim, um time forte é que faz a torcida comparecer aos estádios.
Por fim, é necessário também ter um grupo que saiba jogar de uma forma mais moderna, como a equipe do Santos Futebol Clube...Observe que quando um jogador da Vila Belmiro possui a posse da bola, muitos outros atletas se aproximam imediatamente daquele atleta para fazer a tabela curta, enquanto outros jogadores já correm nas diagonais para serem a opção do segundo ou terceiro passe, confundindo os adversários e abrindo espaços. Mas para você ter jogadores que se movimentem o tempo todo sem a posse da bola é necessário um elenco com ótimo preparo físico.
Outra coisa que se torna o diferencial em uma equipe é a jogada individual, mas tem que ser feita apenas por pessoas que têm o dom do drible... Sempre digo... Quando se dribla abrem-se espaços. Mas a individualidade tem que ocorrer já nas próximidades da área do adversário, porque não logrando êxito o jogador consegue um pênalti ou uma falta próximo ao ataque, mas infelizmente quase não surgem jogadores com esses dons e quando surge, às vezes eles são desprezados até mesmo por alguns treinadores de Seleção Brasileira.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Bate-PAPO (parte I)

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, papada.
Esses dias estava eu a pensar sobre a Série C. Seu formato de disputa, diferente do que nós Papos estávamos acostumados a disputar até o ano passado, às vezes me ilude e faz com que eu pense que ele seja um "torneio". Mas a verdade é que disputamos a Série C do Campeonato Brasileiro! E que, como tal, não se restringe a RS e SC, como pode parecer.
Com isso, tive uma ideia: porque não ter uma dimensão do Campeonato como um todo? E pra isso, nada melhor do que convidar alguns jornalistas Brasil afora pra um "bate-papo" virtual.
Nada melhor do que começar essa série com uma mini-entrevista com Guilherme Mazui, Correspondente de ZH/RBS em Rio Grande e responsável pelo blog Entrevero, um marco no jornalismo esportivo do RS, mostrando que aqui futebol não é só dupla gre-nal.


Papos da Capital: Como tu vês a situação dos clubes do RS na Série C? Ela está hoje aquém das tuas expectativas iniciais?
Guilherme Mazui: Olhando a tabela hoje, é decepcionante. Pensava em ter os dois classificados do Estado e o rebaixado de Santa Catarina, mas os números nos mostram boas chances de passarem os dois vizinhos. Aguardo e torço nas rodadas que faltam por nossos clubes, porém até o momento não mostraram força nas visitas aos catarinenses, o que me preocupa.


Papos da Capital: No chamado "Grupo da Morte", qual a sua projeção para as 2 vagas a próxima fase? E para o rebaixamento?
Guilherme Mazui: A matemática aponta para Criciúma e Chapecoense, mas confio em um gaúcho. O ideal é o Juventude não ser rebaixado na próxima rodada, entrar vivo na decisão para roubar pontos. Se o Brasil ganhar em casa, vai fortalecido para a rodada final. Chutaria Chapecoense e Brasil e Juventude rebaixado, infelizmente.


Papos da Capital: O que levou o futebol do RS, na sua opinião, a estar na atual situação na Série C?
Guilherme Mazui: Ataques capengas e falta de força fora de casa. E vimos que grife não ganha jogo. Brasil trouxe Vanderlei, Michel, Ricardinho... Caxias manteve a boa base do Gauchão, porém não conseguiu substituir Borja e Everton. Juventude inventou Fausto. Os três times parem um burro para marcar um gol. Sem cota de TV também fica complicado manter o nível das equipes do Gauchão.


Papos da Capital: O Campeonato Brasileiro da Série C é disputado há 2 anos com 20 clubes divididos em 4 grupos regionalizados. Você concorda com tal fórmula de disputa? Qual seria a fórmula mais indicada para a competição?
Guilherme Mazui: Gosto da atual fórmula e a considero um atalho para a Série B, se compararmos com a anterior, que era desgastante psicologica, física e financeiramente. No octogonal o Brasil viajava ao Acre, ao Nordeste, em um campeonato que pouco distribui em termos de grana. Com a atual fórmula os gastos são menores para clube e torcida.


Papos da Capital: O Juventude, assim como o Criciúma, disputou recentemente a Série A do Brasileirão. O que você imagina, como jornalista esportivo, que ocasionou tal queda?
Guilherme Mazui: Má administração, abandono das torcidas. Acompanho mais o Juventude e vejo que no ano passado o torcedor não se mobilizou o suficiente para livrar a equipe do rebaixamento da Série B. A era Parmalat deixou um lastro de visibilidade que foi muito bem aproveitado nos anos seguintes, porém este lastro não é eterno. E torcedor e diretoria não perceberam.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Por quem os sinos dobram

Texto de Rudimar Schreiber Jr.

Buenas, papada.
Vou aproveitar essa semana em que nosso Verdão não estará em campo e levantar um assunto, no mínimo, polêmico.
Ressalto que a tese aqui por mim exposta (e defendida) é apenas resultado de uma leitura PESSOAL de fatos e opiniões veiculadas nos mais diversos meios de comunicação. Faço esse pormenor para delimitar o que segue como uma posição minha, sem caracterizá-la como verdade incontestável ou opinião de mais alguém. Muito pelo contrário, trago esse tópico à tona justamente para ter outras opiniões - que podem até me convencer que tudo não passa de sandice minha.
Pois bem, como eu já havia colocado em post anterior, decidi escrever sobre o que classifico como "O real receio" da imprensa de Caxias do Sul. Qualquer um que tenha lido, visto e/ou ouvido manchetes sobre futebol do interior do RS nos últimos 45 dias (por baixo) e que, desavisado que seja, não acompanhe o torneio "Série C", vai se assombrar com o que vou dizer agora:
O E.C. Juventude, clube quase centenário, Campeão do Brasil, único clube do Interior do RS a disputar uma Libertadores e que encontra-se no pior momento de sua história recente dentro das quatro linhas NÃO CAIU pra Série D, NÃO ESTÁ rebaixado para tal, NÃO ENTROU de férias e NÃO É o único gaúcho com riscos de cair de divisão. Mais: NÃO ACONTECEU o que alguns já chamaram de virada da gangorra entre os clubes da cidade, até porque em uma gangorra um sobe e outro desce, e em Caxias do Sul, o lado grená da gangorra se partiu há anos com um caicai e estacionou na "C".
Essa profecia de hecatombe por parte de Cavaleiros do Apocalipse esmeraldino não é no intuito de nos alertar para o pior, ou proteger os Papos de um futuro nebuloso que PODE confirmar-se ou não. As frases ditas com ar de desdém desses Formadores (?) de Opinião sobre a nossa posição atual mascaram algo mais profundo, a real preocupação que afeta as suas vidas. Muito simples.
Há algum tempo, a cidade correu sério risco de ficar sem um de seus times. Motivo: má administração aliada à falta de apelo popular fizeram com que uma das grifes esportivas locais ficasse sem interessados em presidir sua entidade. Eis que surge um investidor, salvador da pátria, que faria do futebol mais do que sua mais nova fonte de renda; agregaria uma atividade extra em seu Conglomerado.
O futebol rende fortunas, basta saber investir. Acertar nas escolhas e apostas. Mas seus acertos são medidos com títulos, conquistas, vitórias. E aí entra a preocupação de muitos! Pois, e na hora que o investidor - ou investidores - cansar? Afinal, quanto mais se gasta, mais difícil fica: não ganha mais Regional, não disputa Série B (que rende $$$ da TV e exposição de mídia pro Grupo), enfim, não nada! Se ainda não dependesse tanto do investidor... O outro time da cidade, verde da cor da Esperança, soube se aproveitar de uma Co-Gestão e sabe que pode contar com seus mais de 8 mil sócios, suas categorias de base e seu patrimônio. Mas e o outro?
Imaginem se o tal clube derrapa nas 2 rodadas que faltam e cai? Ser rebaixado é ruim pra qualquer time, mas e pra esse? Ah, amigo, as consequências seriam catastróficas... Pensem, então, em não ter mais um time na cidade que seja "amigo" da Duplinha, que aceite todos em sua casa como se fosse a casa da Mãe Joana? Tente enxergar como seria a vida dessa turma se tivessem que cobrir apenas o lado verde de agora em diante?
É aí que me refiro: não sou louco em afirmar que a Opinião Pública de Caxias gostaria que o E.C.Juventude fosse rebaixado de divisão mais uma vez. Mas eles sabem que a consequência de tal sorte com o "cor de uva azeda" seria trágica! Por isso a proteção. Por isso as contas simulando classificar. Por isso não falar em risco de rebaixamento deles. Só de pensar nisso, as bases já tremem. O nosso clube, sabem eles, não morrerá em caso de insucesso. Pelo contrário, vai se aprumar e seguir em frente. Mas e o outro? Hein?
Será que não é por aí que se explica o tratamento diferenciado?
Pense nisso. Ou melhor, exponha seu pensamento aqui.
Nem todos sabem o que a Papada sabe:
Não tá morto quem luta e quem peleia.
Abraço