quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Blow up!

Festival de Torres
Quando eu era criança, meu pai costumava levar nossa família para Torres na época do Festival de Balonismo. Sinceramente, nunca achei muita graça, mas achava interessante ver como as pessoas ficavam maravilhadas em ficar assistindo aqueles BALÕES passando sobre suas cabeças.

Pois, o sr. Gilmar Dal Pozzo deve ser uma dessas pessoas que ficam maravilhadas com BALÕES. Coloca o Domingues em campo e ordena "mete balão para o ataque!". Escala o Micael e "nem tenta dominar, balão é solução!". Resolve improvisar o Wanderson mas "esquece que tu foi volante, balão é só o que eu quero ver!". Não importa quem joga, o meio-campo do nosso time vai ficar como a minha versão criança, apenas olhando para o céu, assistindo os balões passando sobre suas cabeças e não entendendo porque aquilo se repete incansavelmente.

Aliás, vale uma observação sobre a improvisação do Wanderson. Está incluída na cartilha de qualquer treinador a seguinte regra: fazer o mínimo de improvisações possíveis. Então, o que seria óbvio na zaga ontem dados os desfalques? Que jogasse o Vinicius ou Mauricio ao lado do Micael e fosse improvisado qualquer cone na lateral esquerdo (afinal um cone não seria pior que o Mauricio). Mas não... por que fazer só uma improvisação se o nosso treinador pode fazer duas? Ele achou melhor improvisar o Wanderson a dar balão na zaga e o Maurício de novo improvisado atrapalhando o time na esquerda.

Mas, cansei de reclamar neste formato... vamos voltar as notas:

OLIVEIRA - o "golpe de vista" bizarro no gol deles vai me impedir de dar boa nota, mas ele impediu em pelo menos 3 oportunidades da coisa ser ainda pior. Nota: 6

VIDAL - o titular Tinga erra em média 11 passes por jogo, tendo chegado a 17 na rodada passada. Vidal errou 8 ontem. Não fez grande coisa, mas é o novo titular da posição. E quem discordar é secador. Nota: 6

WANDERSON - meu amigo, se aposenta antes que a nova lei da aposentadoria comece a valer. Nota: 2

MICAEL - rebate pro lado que o nariz está virado e só. Se pelo menos aprendesse a cabecear pro chão as bolas que ganha no ataque. Nota: 4

MAURICIO - não consegue marcar atacante de perto, não se oferece para sair jogando, não aparece no apoio. Como lateral, é pior que inútil... atrapalha o time. Nota: 0

FAHEL - mesmo sem inspiração, era a única esperança de que a bola saísse de trás com passes pelo chão. Dal Pozzo não gostou disso, e o tirou no intervalo. Nota: 5

LUCAS - já não marca mais pressão, nem arranca pelo meio. Era o cara que "surpreendia" o time adversário as vezes. Não tem sido este cara. Mas, se a estratégia do treinador é fazer ligação direta defesa-ataque, até que ponto ele tem culpa? Nota: 5

LEILSON - mesma coisa que o Lucas e, ainda por cima, reclamou da "viagem cansativa". Faça-me o favor! Se está sem força nas pernas para cobrar as faltas e escanteios, peça para não jogar. Nota: 3

JUNINHO - ele continuar como titular apenas escancara a falta de opções deste elenco. Não contribuiu em nada ofensivamente e ainda fez a falta infantil que resultou no gol deles. Nota: 3

CAPRINI - surpresa do time titular, nenhuma surpresa na atuação. Toca pouco na bola e ainda perde bolas fáceis em algumas dessas vezes. Parece que magicamente se torna outro jogador por alguns instantes e aparece livre para fazer um gol... acaba se enrolando e chutando fraco. Nota: 4

JOÃO PAULO - passou o jogo tentando se virar nos chutões que vinham em sua direção. As únicas poucas jogadas boas, quando conseguiu dominar o balão e cavou faltas interessantes próximas à área, que o Leilson não aproveitava. Nota: 5

FELIPE LIMA - entrou para fazer algo pelo lado esquerdo, onde nada aconteceu no 1º tempo com a dupla Juninho-Mauricio. Também não conseguiu fazer nada por lá e acabou, novamente, se machucando. Sua única boa jogada foi, na verdade, pelo lado direito, quando cruzou pro Caion e este chutou por cima (pelos 30 do 2º tempo). Nota: 4

CAION - não consegue dominar, passar, chutar, nada. Nota: 2

RAMON - 15 minutos em campo e 3 toques na bola. Nota: 2


DAL POZZO - eram muito desfalques e o elenco é fraco, mas realmente não dava para fazer nada melhor? Já falei que improvisar duas posições quando podia ter sido só uma não ajuda em nada, ainda mais que estas improvisações já se provaram inoperantes. Também já falei que retirar volante do time quando a saída de bola já está ruim também não ajuda. Se compararmos o jogo de ontem com aquele da 1ª rodada, contra o mesmo Luverdense, temos 1ºs tempos bem parecidos. Em ambos jogamos mal. Mas lá na 1ª rodada, o Dal Pozzo consertou isso com mudança de nomes e sistema tático. Ontem não chegou nem perto disso. Nota: 3

domingo, 6 de agosto de 2017

Dois post em um (II): quatro pontos em seis

Novamente condensando dois jogos em um só texto e, desta vez, com pontuação muito melhor. Mas o futebol ó...


Depois do jogo de ontem, algumas coisas que eu fico me perguntando (ou incomodando meus amigos no whatsapp com isso):

- Mauricio foi contratado porque não tínhamos zagueiro no elenco (além do Ruan) capaz de jogar no lado esquerdo da zaga (Domingues, Micael, Vinicius). Mas aí o Ruan se lesiona e o treinador, quem indicou o tal Mauricio, prefere improvisar o Micael "de pé trocado". Por que gastaram com o Mauricio então?

- Por ele "saber" jogar como lateral é que não foi. Avança para o setor ofensivo a passos vagarosos, parece que torcendo para não ter que participar... e daí quando precisa voltar para defesa só falta chamar um táxi. Todo mundo sabe que nosso elenco é limitado, mas realmente não tem melhor improvisação para fazer? Tinga ou Vidal de pé trocado? O tal Mateus Santana que nunca foi visto em campo, foi contratado para ser volante e treina na lateral, não é menos lento um pouco?

- Ainda estou tentando entender a dispensa do Duda (clica aqui). Jogou improvisado na esquerda nos tempos do Picoli e foi 37x melhor que esse Mauricio. Aliás, o Tinga na direita não é improvisado e também não tem sido melhor que o Duda. Só para não deixar passar, ontem Tinga teve 17 PASSES ERRADOS.

- Por que o Diego Felipe joga? Sr. Gilmar, faça o seguinte no próximo treino: jogue um colete para cima, quem pegar é nosso novo segundo volante titular. Só para garantir, antes amarre os braços do Bruninho e do Wanderson, e tente jogar o colete perto de onde está o Sananduva, Bruno Ribeiro ou Vacaria. Sim, até o Vacaria de segundo volante deve ser mais útil que o Diego Felipe. Apesar que, até o Raul pode pegar o colete e também deve ser mais útil que o Diego Felipe...

- As vezes eu fico reclamando um pouco das "fomeadas" do Tiago Marques, mas ontem ficou claro que ele DEVE fazer isso. Ele parece o Michael Jordan naquele filme do Space Jam. MJ está marcado por 5 alienígenas e mesmo assim prefere tentar driblar todos ao invés de passar para o Pernalonga livre em 95% das jogadas. Tiago Marques passar pros seus companheiros de ataque tem sido tão útil quanto os passes para o Pernalonga.

- Eu e boa parte da torcida não entendíamos porque o Felipe Lima demorou tanto a ganhar chances depois de voltar da lesão. Continuamos sem entender. É o único vivente neste elenco que chuta de média distância e tenta jogar de frente para o gol, ao invés do passezinho pro lado.

- Oliveira foi uma boa contratação e tem substituído muito bem o Matheus. Que tal agora aproveitar esta onda criativa e contratarmos um atacante que chute a gol e um zagueiro que não dê assistência de bunda para gols adversários?

- Turno com 31 pontos foi excelente, apesar da queda brusca de rendimento na parte final. Mas o returno vai ser um "parto de bigorna": um jogo a menos em casa do que no turno, várias partidas difíceis fora (América e Guarani, por exemplo), 3 viagens ao Nordeste (ABC, CRB e Santa Cruz), clássicos regionais com adversários em possível ascensão. Estejamos preparados! Time tecnicamente e torcida emocionalmente.

Para quem leu até aqui, já está óbvio que não teremos notas neste texto. E não teremos mesmo...